Título Já beneficia mais de 11 mil famílias de Espigão do Oeste, Pimenta Bueno e Vilhena

Publicado em: 09 de Fevereiro de 2018

Título Já...

O programa de regularização fundiária urbana Título Já chegou nos municípios de Espigão do Oeste, Pimenta Bueno e Vilhena para beneficiar gratuitamente mais de 11 mil famílias com renda de até cinco salários mínimos. A solenidade de lançamento ocorrerá nos dias 15 em Espigão do Oeste e Pimenta Bueno, e 16 em Vilhena.


Programa tem por objetivo regularizar imóveis gratuitamente para famílias de baixa renda
“Mobilize o seu bairro e venha participar da solenidade da abertura do programa Título Já em sua cidade. Lá vocês receberão orientações para regularizar gratuitamente o seu imóvel”, enfatizou a Superintendente Estadual de Patrimônio e Regularização Fundiária (Sepat), Iaf Azamor, órgão que cuida da execução do programa Título Já em Rondônia.


Espigão do Oeste
Após o carnaval, no dia 15 de fevereiro, quinta-feira, o Governo de Rondônia realizará a solenidade de abertura do programa no município. O evento será às 14h30, na Câmara de Vereadores, rua Vale Formoso, 1896, bairro Vista Alegre. 
Em Espigão do Oeste a meta é regularizar 4.600 imóveis contemplando todo o perímetro urbano do município.


Pimenta Bueno
Também no dia 15 de fevereiro, na cidade de Pimenta Bueno, o lançamento ocorrerá as 16h, na Câmara dos Vereadores, na Av. Castelo Branco, 930, bairro Pioneiros. 
A superintendente Iaf Azamor explica que o município de Pimenta Bueno já foi beneficiado uma vez com o programa Título Já e que, agora, o município firmou um novo convenio para atender 1.800 famílias que residem nos setores 5, 6 e 15 do município e nos Distritos de Urucumacuã e Itaporanga.


Vilhena
A solenidade de abertura do programa será no dia 16 de fevereiro, sexta-feira, às 16h. Iaf Azamor declarou que em Vilhena a meta é regularizar 5.178 imóveis nos setores 9, 9A, 13, 15, 17, 18, 19, 27, 29, 35 e Moriá. 
Para participar do programa Título Já, o interessado deve atender aos critérios estabelecidos pela legislação do programa e realizar o cadastramento nas 28 prefeituras conveniadas. A renda familiar em até cinco salários mínimos é um dos critérios exigidos. Mais de 32 mil imóveis urbanos nas cidades rondonienses já passam pelo processo de regularização fundiária, que é executado pela Sepat, que tem meta de documentar 70 mil imóveis em Rondônia.


Fonte: Marcelo Gladson - Secom - Governo de Rondônia