Falando de Coração
Falando de Coração

Coluna

Falando do coração

Hipertensão arterial e acidente vascular encefálico

23 de Outubro de 2017
Publicado em: 23 de Outubro de 2017

 

O AVE (acidente vascular encefálico), popularmente conhecido como derrame, tem como sua principal causa a hipertensão arterial sistêmica (HAS), e está entre as principais causas de morte e incapacidade dos brasileiros.

 

A HAS, por sua vez, é uma doença crônica de alta prevalência em nosso meio e com baixas taxas de controle, isso significa que muitas pessoas são hipertensas, porém poucas fazem um tratamento  adequado. Muitos nem sabem que apresentam essa doença.

 

Esses fatos fazem da HAS e do AVE  grandes  problemas de saúde pública, pois além de levarem muitos pacientes a óbito, também causam incapacidades temporárias ou definitivas com muita frequência. Estima-se que 30% dos pacientes que sofrem um AVE falecem no primeiro ano e 30% ficam com sequelas graves e/ou incapacitantes

 

A hipertensão arterial pode causar tanto o AVE isquêmico, quando uma artéria é bloqueada e falta sangue em seu território de irrigação, quanto o hemorrágico, quando um vaso se rompe e leva a uma hemorragia cerebral. Além disso, a HAS pode causar  demência  vascular, com perda gradual da capacidade cognitiva.

 

Mas tudo isso é possível de ser evitado.

 

Em primeiro lugar, devemos levar uma vida saudável, com alimentação adequada, prática de atividades físicas, abandono do tabagismo e avaliações frequentes da pressão arterial, a fim de evitar o desenvolvimento da HAS. Caso  já tenha se instalado, é preciso seguir o tratamento corretamente, fazer acompanhamento médico regular e cuidar ainda mais dos fatores de risco.  Esses cuidados podem evitar as tão temidas complicações e permitir uma vida longa e agradável.

 

Cuide-se sempre!



Fonte: Fernanda Dettmann
Falando do coração

Mais de Falando de Coração