Boca Maldita
Boca Maldita

Coluna

Boca Maldita - BALCÃO DE NEGÓCIOS.

27 de julho de 2017
Publicado em: 28 de Julho de 2017

BALCÃO  DE NEGÓCIOS. Na próxima quarta-feira, dia 02 de agosto, está previsto para entrar na pauta de votação em Plenário o relatório da Comissão de Constituição e Justiça que trata da denúncia encaminhada pelo Procurador Rodrigo Janot à Câmara dos Deputados e que pede autorização da Casa para que o presidente Michel Temer possa ser processado pelo STF. Para que o processo siga seu curso, são necessários 342 votos favoráveis, mas o presidente da república trabalha diuturnamente para que o pedido seja arquivado pelos deputados. Para isso, o governo já liberou mais de dois bilhões de emendas e, se contabilizar recursos de programas, o valor ultrapassa os 15 bilhões de reais. Caso a Câmara rejeite o relatório, o processo somente poderá andar quando Temer deixar o cargo, porque a rejeição não encerra o caso. Muitos deputados aproveitam que o presidente está completamente fragilizado e estão exigindo dinheiro e cargos no governo, o que pode causar muito mais prejuízos ao país. 

O REMÉDIO E A DEMOCRACIA. Nosso país é mesmo uma piada! Na esfera municipal de poder, se um candidato a vereador comprar uma receita para um eleitor, e for denunciado, ele tem seu registro de candidatura cassado e fica pelo menos 08 anos sem poder disputar eleição. Na esfera federal, o presidente Michel Temer usou mais de 02 bilhões de reais dos impostos do contribuinte para aliciar deputados para votarem a favor dele na discussão da denúncia da PGR, que pede autorização para processar o presidente. Na prática, o governo está comprando votos de deputados, para impedir uma investigação. O problema é que crime é quando o vereador compra um remédio para uma pessoa com dinheiro do seu bolso; quando o governo usa bilhões de reais para comprar deputados, aí não é crime; é apenas uma ação do governo para “exercer a democracia” e “garantir a governabilidade”. Em uma comparação sobre os fatos, pode-se dizer que a lei serve para punir apenas o ladrão de galinha. Os grandes desvios de recursos públicos são instrumentos para manter a ordem e a democracia. E viva a democracia!!!
 
O RECESSO E A CONSTITUIÇÃO. Na próxima terça-feira, dia 01 de agosto, encerra o período de recesso do Poder Legislativo de Cacoal e as atividades de deliberações voltam a acontecer. Como as sessões acontecem somente às segundas-feiras, a primeira sessão deste semestre será no dia 07 de agosto. As Comissões, entretanto, já podem deliberar sobre matérias que tramitam na Casa de Leis, a partir do dia 01 do mês. Os vereadores estão em recesso desde o dia 26 de junho e diversos edis falaram da possibilidade de diminuir o tempo de férias da Casa. Cacoal certamente está entre os raros municípios do país onde os vereadores têm quase 90 dias de férias. Esta situação contraria  a Constituição Federal, em seu Art. 57, e a Emenda Constitucional número 50, do ano de 2006. A citada emenda estabelece que o recesso parlamentar deve ter, no máximo, 55 dias, mas este dispositivo constitucional não é aplicado em Cacoal. Milhares de municípios do país, porém, fazem o período de recesso com base na Constituição Federal. Alguns vereadores alegam que mesmo em período de recesso comparecem à Câmara. Mas esta justificativa não resolve o problema, porque as deliberações somente podem ocorrer em período fora do recesso. 
 
PREFEITURA X SINSEMUC. Na semana passada, o professor Severino Bertino Neto deixou o cargo de Secretário Municipal de Educação de Cacoal. O professor Bertino foi um dos primeiros a serem definidos pela prefeita Glaucione Rodrigues para ocupar o primeiro escalão na administração e ele teve papel fundamental na campanha da prefeita. O agora ex-secretário chegou a liderar várias reuniões durante a campanha, pedindo votos para a prefeita. Além disso, ele tem ligações muito fortes com o deputado Maurão de Carvalho, um dos principais articuladores da campanha de Glaucione. Ao deixar o cargo, o professor Bertino deixou também uma interrogação sobre os reais motivos pelos quais teria deixado de ser secretário e isso provocou diversas reações diferentes. A Diretoria do Sindicato dos Servidores Municipais de Cacoal publicou nota lamentando a saída do secretário e falando de suas qualidades no período em que ocupou a pasta. A atitude da Diretoria não é isolada, pois centenas de servidores da educação do município manifestaram insatisfação com a saída do secretário. O professor Bertino tem entre as principais características como secretário municipal a proximidade com os profissionais e a presença constante nas escolas, o que dificilmente acontece em outros municípios. A prefeita terá que agir com muita cautela para evitar novos conflitos com o sindicato. 
 
ENXUGANDO A MÁQUINA. Ao final do sétimo mês de administração, a prefeita Glaucione Rodrigues tem enfrentado algumas dificuldades para conduzir os destinos do município, principalmente porque a falta de recursos para executar ações não é novidade em nenhum município do país. Alguns dos principais compromissos de campanha estão sendo prejudicados por esta situação uma vez que a prefeita sonhava fazer da cidade um modelo de administração. Alguns dos assessores mais próximos da prefeita comentam nos bastidores que ela poderá fazer um enxugamento da máquina nos próximos dias, inclusive com a possível exoneração de muitas pessoas que assumiram cargos na administração após a posse de Glaucione. Ao comentarem, os assessores esclarecem que o objetivo de Glaucione é fazer uma economia mensal de aproximadamente 200 mil reais  e que isto somente pode ser possível com a adoção de medidas como esta. Claro que, do ponto de vista político, essa atitude pode criar dificuldades para a administração, mas, em muitas situações, ações deste tipo precisam ser tomadas. Não temos ainda uma confirmação sobre quais seriam os cargos onde ocorrerão exonerações, mas os rumores são muito fortes. Se o pedido de caciques A ou B de nomear, as pessoas não correspondem, deve devolver mesmo.
 
SAÚDE EM DEBATE. O governador Confúcio Moura precisa orientar o secretário Williames Pimentel sobre a situação do Hospital de Emergência e Urgência de Cacoal (Heuro). A questão é que muitas pessoas reclamam que a burocracia e os problemas no atendimento ao público não atendem as necessidades da população. O Heuro funciona como o local em que os pacientes são encaminhados para o Hospital Regional de Cacoal onde são realizados os procedimentos de média e alta complexidade. Na realidade, a população faz diversos elogios ao sistema de funcionamento do HRC, mas o Heuro recebe duras críticas. Pouco tempo atrás, uma equipe de deputados esteve em Cacoal para fazer uma visita e conhecer as principais reivindicações da população, objetivando buscar soluções para tornar mais ágeis os atendimentos. Além de deputados e pessoas da população, as críticas sobre o hospital partem de diversos vereadores de Cacoal, sendo que alguns deles falam claramente da falta de gestão na citada unidade de saúde. Pela quantidade de reclamações, está muito claro que o governo precisa tomar uma medida urgente, para que casos de mortes não venham a acontecer no local. Talvez o hospital não funcione mais como antigamente quando vereadores mandavam e desmandavam e servia para abocanhar votos.
 
SEGURANÇA PÚBLICA. O governo de Rondônia publicou esta semana uma nota, convocando os candidatos aprovados no último concurso da  PM. Esta medida vai contribuir muito para melhorar a segurança nos municípios, especialmente naqueles municípios onde os índices de criminalidade alcançaram patamares que causam a sensação de insegurança na sociedade. Entre os problemas que podemos citar no setor de segurança está a falta de efetivo, que é visível em muitos municípios, porque muitos policiais passaram para a reserva. Claro que os comandantes das unidades usam a criatividade para suprir a falta de efetivo, mas os policiais muitas vezes têm seu tempo sacrificado para não deixar a população sem atendimento. Vale salientar que diversos municípios do estado tiveram um aumento significativo de habitantes e necessitam de um efetivo que possa ser proporcional a este aumento populacional. Para citar apenas um exemplo, podemos citar o município de Cacoal, mas temos certeza que com a convocação dos candidatos aprovados, a Capital do Café poderá contar com a lotação de novos policiais no município. É importante salientar que o comando da PM em Cacoal atende outros municípios vizinhos e por isso necessita dispor de um efetivo que garanta ordem e a segurança da população da região. A Polícia Civil também precisa aumentar seu efetivo no estado.
 
EXTENSÃO UNIVERSITÁRIA. A Faculdade de Ciências Biomédicas de Cacoal (FACIMED)  sempre prestou relevantes serviços à população, através de diversos cursos que funcionam na instituição, especialmente cursos voltados para a área de saúde, como é o caso de Medicina, Odontologia e outros. Claro que a contribuição não se limita aos cursos relacionados com a saúde, pois outros setores da instituição desempenham excelentes atividades. Através destes cursos, os acadêmicos prestam relevantes trabalhos de saúde preventiva e ajudam, de maneira decisiva, na qualidade de vida da população. Estas ações representam um benefício social que precisa ser valorizado por todas as pessoas que atuam na administração do município, visto que a estrutura de saúde carece de maiores investimentos, principalmente pela escassez de recursos, como temos visto nos últimos anos. Neste começo de administração da prefeita Glaucione Rodrigues, não temos visto algumas ações que aconteciam e que eram desenvolvidas pelos professores e acadêmicos da Facimed, mas esperamos que a atual administração dê continuidade a esta parceira, porque a população pode ser muito beneficiada. 
 
HOJE  É DIA DO AGRICULTOR. Hoje é o dia do agricultor e esta data precisa ser lembrada por todos os cacoalenses. Considerada por muitos como a Capital do Café, Cacoal já não ocupa a primeira colocação nesta atividade, embora ainda possua uma produção invejável. Entretanto, está entre os municípios com potencial reconhecido no setor de agricultura, sendo que a produção do município é destacada em Rondônia. Claro que isto se deve à dedicação e è determinação dos agricultores que atuam em Cacoal. A data em que se comemora o dia do agricultor possui referência com o período em que o presidente Juscelino Kubitscheck estava no cargo de presidente da república, porque foi ele quem criou o Ministério da Agricultura em 1960. Nossa equipe aproveita a oportunidade para registrar a data e os parabéns a todos os agricultores de Cacoal e do estado de Rondônia, porque, sem eles, nosso estado não estaria hoje entre os principais estados brasileiros no setor da agricultura. Esperamos que nossos governantes possam dar sempre o apoio necessário, para que os agricultores continuem produzindo os alimentos sem os quais a sociedade que vive no setor urbano teria muitos problemas. 
 
VEREADORA DO BARULHO. A vereadora de Porto-Velho Ada Dantas tomou uma atitude pouco ortodoxa contra uma professora da capital. Sendo cobrada por defender posições incoerentes, em relação ao que pregava na campanha, a vereadora publicou, em uma rede social, diversos xingamentos contra a professora e a população reagiu indignada. Durante a campanha, Ada Dantas nunca esclareceu muito bem o que queria, caso fosse eleita e sua principal bandeira de campanha era dizer que defende o deputado Jair Bolsonaro. Naquela época, ela inclusive apresentava um vídeo em que o polêmico deputado pedia votos para ela, mesmo sem conhecê-la. A vereadora Ada Dantas é esposa do deputado estadual Jesuíno Boabaid e defende com unhas e dentes a administração do prefeito Hildon Chaves, inclusive esteve entre os vereadores que discursaram com muita determinação em defesa da ideia de que o prefeito deveria passar um tempo de férias, mesmo com apenas alguns meses de mandato. Ela justificou dizendo que campanha cansa mesmo e que é preciso sair de férias. Se a moda pega, muitos prefeitos vão adotar a ideia e passear um período pela Europa como fez Hildon Chaves. Resta saber o que pensam os eleitores...
 
CONVITE. Recebemos o convite do Cernic – Centro de Reabilitação Neurológico Infantil de Cacoal para acompanhar  a prestação de contas da 29ª Feira da Solidariedade, encaminhado pela incansável Nalzira. Essa atitude sempre foi digna de elogios às administrações anteriores do Cernic e agora, com a Daniela Bianchini na presidência, a instituição continua com o mesmo objetivo, demonstrando total transparência. A prestação de contas vai acontecer no próximo dia 02, às 19hs, no próprio Cernic. Muitas outras instituições deveriam ter a mesma iniciativa. Parabéns, Cernic!
 
A professora Gislene de Fátima Alves, em Cacoal desde 1986, popularmente conhecida como Gisa, mãe da Iara e do Gustavo, atualmente atuando no Núcleo de Tecnologia da Coordenadoria Regional de Educação de Cacoal e ministrando aulas na Unesc nos cursos de Psicologia, Pedagogia e Sistema de Informação, TAMBÉM LÊ : TRIBUNA POPULAR



Fonte: Redação

Mais de Boca Maldita