Boca Maldita
Boca Maldita

Coluna

Boca Maldita - 09 de fevereiro de 2018

09/02/2018
Publicado em: 09 de Fevereiro de 2018

CORTE ELEITORAL. No começo desta semana, o ministro Luis Fux assumiu a presidência do Tribunal Superior Eleitoral. Conforme prevê a legislação brasileira, a Corte Eleitoral deve ser presidida por um dos ministros do Supremo Tribunal Federal. Luis Fuz ficará no cargo até o mês de agosto, quando será substituído pela ministra Rosa Weber, uma vez que o tempo dele no TSE estará no final. Quem entregou o cargo de presidente do TSE ao novo presidente foi o ministro Gilmar Mendes. Com a mudança, o presidente que assume terá a atribuição de comandar uma parte da eleição deste ano, visto que em agosto começam as campanhas. Entre outras atribuições, o novo presidente do TSE poderá ter que decidir sobre a aceitação ou não da candidatura do ex-presidente Lula da Silva, condenado em segundo grau, pelo Tribunal Regional Federal da Região Sul. Luís Fux está entre os ministros que defendem a Lei da Ficha Limpa e já adiantou que será rigoroso sobre o caso. Vamos esperar para conferir!
 
ASSOCIAÇÃO AO TRÁFICO. A deputada Cristiane Brasil, nomeada Ministra do Trabalho no começo de janeiro, ainda luta na Justiça para tentar assumir o cargo. Depois de vários recursos apresentados em diversos tribunais, o caso chegou ao STF e a ministra Carmen Lúcia decidiu negar a posse de Cristiane, alegando que a situação deveria ser analisada com mais calma, para evitar insegurança jurídica, já que os advogados que pediram a anulação da posse afirmam que a nomeação fere o princípio constitucional da moralidade, uma vez que a deputada teve condenações na Justiça do Trabalho. O problema é que novos fatos negativos surgiram depois da confusão e atualmente está em discussão até mesmo a possibilidade de envolvimento da deputada com o tráfico de drogas no Rio de Janeiro. Cristiane é investigada em um inquérito que trata da possibilidade de contratação de traficantes para facilitar a campanha da deputada em uma comunidade do Rio de Janeiro e dificultar o acesso de outros políticos. Cristiane Brasil é filha do ex-deputado mensaleiro Roberto Jefferson, aliado do presidente Michel Temer e presidente nacional do PTB. Jefferson tem o controle de todos os deputados da sigla e Temer resolveu nomear a filha do ex-mensaleiro para garantir os votos na votação da reforma da previdência. 
 
TRADIÇÃO EM BRASÍLIA. Recentemente ocorreu em Brasília um fato muito curioso. Um grupo de idosos que fazia turismo em diversos estados brasileiros e países vizinhos resolveu fazer uma parada em Brasília, para visitar os pontos turísticos da capital brasileira. Ocorre que, ao deixarem o ônibus no qual viajavam no estacionamento próximo ao hotel em que estavam hospedados, os idosos tiveram um grande prejuízo. Delinquentes ainda não identificados pela polícia de Brasília entraram no veículo e furtaram todos os objetos de valor que estavam guardados no interior do ônibus. O curioso na história é que o problema aconteceu justamente no dia em que muitos deputados estavam voltando do período de recesso e esta situação acabou virando piada nas redes sociais. Claro que nos solidarizamos com todos os idosos que foram vítimas do vergonhoso crime, mas para fazer um pouco de humor sobre o caso, podemos dizer que é muito estranha a coincidência. Com certeza, os idosos que faziam parte da excursão devem ter saído de Brasília com uma péssima imagem da capital brasileira, justamente onde moram os deputados e senadores do país. É piada pronta!!!
 
PROCESSO LEGISLATIVO. Poucos dias atrás, em uma sessão extraordinária, os vereadores aprovaram um projeto que tinha como finalidade repassar mais de 20 servidores da secretaria de meio ambiente para secretaria de obras. Na ocasião, o vereador Jabá Moreira fez duras críticas ao projeto. Na realidade, o vereador tinha razão, porque o projeto não cumpriu a tramitação correta e foi aprovado a toque de caixa, como diz  a gíria popular. Para se ter uma ideia, o vereador Jabá Moreira tinha feito vários pedidos de informações sobre o projeto, além de ter pedido vista, mas antes de vencer o prazo, os vereadores votaram às pressas o projeto. Por causa dessa pressa é que muitas vezes os vereadores aprovam medidas antipáticas como a taxa de lixo. Já que existem os prazos, é necessário que os prazos e rituais sejam cumpridos, para evitar problemas. Os vereadores recebem salários altíssimos para votarem contra a população em diversas ocasiões. Ninguém entende por que essa pressa toda.
 
PROJETO DE REMANEJAMENTO. Durante o ano passado, a prefeita Glaucione Rodrigues disse várias vezes que tinha dificuldade para tomar algumas medidas que desejava em virtude de trabalhar com um orçamento que havia sido deixado por outro administrador. Isso é verdade, mas também é verdade que existe a possibilidade de se fazer remanejamento de recursos, uma forma legal e rápida de resolver problemas de orçamento. Vários projetos de remanejamento foram encaminhados para a câmara e todos foram aprovados por unanimidade pelos vereadores. Este ano, na primeira sessão realizada após o recesso, um projeto de remanejamento foi enviado aos vereadores pela prefeita. Neste caso, temos que esclarecer que o orçamento deste ano foi planejado pela prefeita e na primeira sessão já havia uma discussão sobre remanejamento de recursos de uma secretaria para outra. 
 
LIXO POLÊMICO. Nos últimos dias, o assunto mais comentado em Cacoal é o aumento do valor da taxa de coleta de lixo do município. Após o projeto ser aprovado na Câmara Municipal, a administração começou este mês emitir os boletos com as cobranças no mesmo tão da conta de água. Os valores que estão sendo cobrados geraram uma indignação total em todos os setores da sociedade e muitas pessoas prometem acionar a justiça para evitar os valores abusivos. Após o surgimento da polêmica, começou uma grande confusão entre legislativo e executivo para estabelecer os culpados. É importante registrar que os projetos relacionados com a cobrança de tributos são de iniciativa do Poder Executivo, ou seja, foi a assessoria da prefeita Glaucione, com seus técnicos  que elaborou e ela  encaminhou ao Poder Legislativo. Este fato, porém, não é suficiente para que a culpa pelos altos valores seja atribuída a ela, porque os vereadores possuem a prerrogativa de fazer as alterações que julgarem necessárias nos projetos que tramitam na Casa de Leis, desde que não firam a legislação. No caso, em questão, nenhuma alteração foi sugerida pelos vereadores e o projeto foi aprovado como previsto no original. Uma leitora de BM enviou email sugerindo que, já que os edis não costumam ler, a prefeita mande para a Câmara um projeto pedindo a cassação de mandato dos vereadores. Seria interessante...
 
BEIRA RIO ABANDONADO. Recentemente veio à tona, mais uma vez, a discussão sobre o conhecido e antigo projeto Beira-Rio. A obra custou milhões de reais e encontra-se abandonada e sem previsão de prazo para conclusão. Em Cacoal, é comum encontrar obras que ficam abandonadas ou que demoram décadas para serem concluídas. Para citar apenas alguns exemplos, basta lembrar do Hospital Regional que cuja obra demorou mais de 20 anos para ser concluído, além do refeitório do Campus da Unir, que já está em construção há vários anos. O abandono ou o longo prazo de conclusão de obras como essas certamente causam inúmeros prejuízos ao contribuinte, em virtude do desperdício de material, dinheiro e tempo. O curioso é que em geral estas mesmas obras exibem placas na beira da rua indicando o tempo de conclusão, mas são raríssimas as vezes em que estes prazos são cumpridos. Estes problemas acontecem porque os órgãos de fiscalização são omissos e muitas vezes fingem que não estão vendo a realidade. Enquanto isso, o suado dinheiro do contribuinte vai pelo ralo, como se não tivesse nenhum valor. É lamentável!!!
 
SECRETÁRIO DE AGRICULTURA. Conforme havíamos antecipado aqui na coluna, esta semana, o ex-vereador Toninho da Emater assumiu o cargo de Secretário Municipal de Agricultura do município de Cacoal. Toninho assumiu o cargo deixado por outro ex-vereador, Donizete da Sucam e ambos têm em comum o fato de terem sido derrotados nas urnas na eleição de 2016. Embora tenha saído do cargo de secretário da agricultura Donizete deve continuar na cúpula da administração, pois a prefeita Glaucione Rodrigues anunciou no mesmo dia da posse de Toninho da Emater que o antigo secretário vai permanecer ocupando cargo em sua administração. Vale lembrar que a saída de Donizete já tinha sido pedida por todos os vereadores, por diversas vezes, sob a alegação de ele não tem capacidade para gerir a pasta. Até mesmo os vereadores da base aliada da prefeita queriam a exoneração do ex-secretário. Donizete não será o único do primeiro escalão da administração que deixa um cargo e assume outro, pois vários outros secretários já fizeram rodízio em diversas secretarias municipais.
 
CAMPEONATO ESTADUAL. Amanhã, dia 10 de fevereiro, terá início o engraçado Campeonato Estadual de Futebol do estado de Rondônia. Na competição, 08 equipes da Série A de Rondônia, sendo três de Vilhena,  disputam o título de campeão estadual. Infelizmente, amanhã não será a estreia do time de Cacoal, porque o União Cacoalense está rebaixado para a segunda divisão de Rondônia que não existia e não existe nenhuma previsão de quando vai começar a competição da Série B rondoniense, que acomodou o União pelo fato de ter desistido de participar da 1ª Divisão em anos anteriores. O sonho de milhares de torcedores e ver o time de Cacoal de volta aos gramados, mas este sonho parece muito distante. Até mesmo o estádio municipal encontra-se em péssimas condições de uso e não se sabe quando poderá haver uma partida no estádio, que tem arquibancada nova  iniciada e não concluída e a velha não recuperada. Por enquanto, nossa torcida é apenas para que haja uma reforma e Cacoal volte a ter pelo menos um gramado para realizar as partidas dos clubes da cidade. É uma pena a realidade de hoje!!! Que desinteresse!
 
CARNAVAL E ALEGRIA. A partir de hoje, até a próxima quarta-feira, estaremos no período de carnaval. Neste período, vai rolar muita alegria e emoção em todos os lugares do país e o momento serve para apagar um pouco a péssima imagem que nosso país ganhou nos últimos tempos. O principais assuntos das manchetes são a corrupção, a violência, o crime e a desilusão com os políticos. Por causa disso, sugerimos a todos os foliões que brinquem à vontade e procurem esquecer de todos os problemas, para voltar às atividades com novo ânimo. Na realidade, costuma-se dizer que no Brasil o ano começa depois do carnaval, fato que realmente faz sentido. É muito comum observar que as ações oficiais nas três esferas de poder são intensificadas depois do carnaval em todo o país. Isto quer dizer que as articulações sobre o processo eleitoral desse ano com certeza ganham mais força a partir do mês de março, quando os partidos e eventuais candidatos necessitam afunilar as negociações. Enquanto o carnaval está acontecendo ninguém trata de nada de campanha, mas depois deste período certamente muita gente vai colocar o bloco na rua. Claro que a legislação eleitoral prevê o começo das campanhas para agosto, mas os bastidores começam esquentar depois que as escolas de samba recolherem seus tamborins. Esperamos que os cacoalenses tenham um carnaval de muita alegria e diversão... Onde?
 
O EMPRESÁRIO Wanderley Kempim, proprietário da loja Atacado Itamarati (Avenida Iderval José Brasil - Frente Rodoviária), natural de Nova Venécia-ES, em Cacoal desde 1982 e com a empresa aberta desde 1986, esposo da Odilcéia Rigato, pai da Kimberly que cursa  medicina e da Ketlyn, no 3º ano do ensino médio na Escola Daniel Berg, vascaíno, sempre leu e continua lendo TRIBUNA POPULAR e também acessa o site tribunanapopular.com.br


Fonte: Redação

Mais de Boca Maldita